sábado, 24 de agosto de 2013

Capítulo 3.

Sexta-feira, 12:09pm

Thomas – Posso comer biscoito agora, Dede? – chamar Demetria de “Dede” para o garoto era mais fácil do que chama-la de “Demi”.
Demi – Você já almoçou, Thomas?
Thomas – Não... – o garoto fez bico.
Demi – Então não pode comer ainda!

Miley – Pare de ser chata, Dede. Ele só quer um biscoito!
Demi – Você vai ver o “Dede” já já, Miley!
Miley – Perdão... falou com Joseph? – perguntou baixinho olhando para o segurança que conversava com Joseph a metros da Princesa.
Demi – Ainda não tive chance, minha segurança está redobrada hoje. Saberia disso se tivesse acordado na hora!
Miley – Caí no sono meio tarde...

Demi – Então... eu consegui ouvir uma gente estranha que fica andando pelo castelo hoje e... parece que alguém de outro país quer ser coroado aqui. Sabe, tirar meu trono...
Miley – Então tem que ser algum país muito pequeno e ferrado pra querer tirar do trono.
Demi – Ou algum país com leis piores do que esse e que ficou revoltado ao saber que eu serei coroada sem me casar. Eu fiz uma pesquisa na biblioteca e descobri que todos os sucessores dos países reais aqui por perto são todos homens, E VELHOS! E se me obrigarem a casar-me com um deles?

Miley – O seu pai tinha algum inimigo? De outro país real ou algo assim...
Demi – Eu não sei... bom, a tempos atrás teve uma briga entre Genova e Costa Luna, não teve?
Miley – Sei lá...
Demi – Brigaram muito por um motivo desconhecido.
Miley – Será que eles querem invadir o castelo e...
Demi – Não viaja, Miley!
Miley – Nunca se sabe...

...

Demi – Então, Joseph... – ela desacelerou o passo para que Joseph a alcançasse. Como segurança ele mantinha certa distancia de Demetria.
Joseph – Diga, Princesa.
Demi – O que acha da Miley?
Joseph – Boa garota. Por que?
Demi – “Boa garota”? Soube que vocês já ficaram...
Joseph – Com ciúme, Princesa?
Demi – Me poupe! E pare de me chamar de Princesa!
Joseph – Ok... nós ficamos no oitavo ano, faz tempo!
Demi – Mas ficaram. Gostava dela naquela época?
Joseph – Sei lá.

Demi – E gosta agora?
Joseph – Ser amiga não é um dos seus melhores fortes, Demetria.
Demi – Como assim?
Joseph – Miley gosta de mim e você tá tentando dar um jeito. Já vivi isso antes.
Demi – Hm, então pegava várias antes de vir servir a realeza?
Joseph – Minha vida pessoal não te interessa.
Demi – Grosso!
Joseph – Perdão.

Demi – Mas é sério, se eu fosse você pensava na chance que você tem com a Miley, ela é uma garota ótima.
Joseph – Eu sei que ela é, mas acha mesmo que eu tenho tempo pra namorar?
Demi – Nós três sempre estamos juntos.
Joseph – Eu não posso namorar no meio do expediente. E eu também não vou ficar ouvindo seus comentários durante alguma demonstração de afeto.
Demi – Que ótima impressão você tem sobre mim.
Joseph – Não tenho culpa.
Demi – Namorem de noite, as melhores coisas rolam de noite não é?
Joseph – Eu não acredito que você está me perguntando isso... e não insista, eu não vou pegar a Miley.
Demi – Não sei como ela conseguiu gostar de um garoto tão insuportável como você.
Joseph – Você que não enxerga o cara lindo, legal e maravilhoso que eu sou. – riu em deboche.

Demi – Eu não te pago pra ouvir essas coisas. – revirou os olhos e se afastou, deixando Joseph rir sozinho.


Desculpem pelo tamanho do capítulo e por ele estar chatinho. Mas foi o que deu :/

Comentem e marquem "oi eu li"!

Divulgação:

8 comentários:

  1. Tá doida,o capítulo não está chato...querida está divino.
    Rir de mais com a demi e o joe...
    Posta logo viu
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei o Capitulo.
    Faz um Mini Maratona Por favor. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Essa Demi finge bem hein? Hahaha,adorei!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada ,
    Achei o capitulo super fantástico

    ResponderExcluir
  5. Como assim chato? Não, não está nem um pouco chato, ta maravilhoso! Tipo, esses dois ai tem que se pegar logo kkkk, to adorando a fic.
    Posta logo

    ResponderExcluir
  6. quero mais emyyyyy... eu ganhei e to repassando pra vc =p http://lala-eternamentejemi.blogspot.com.br/p/selos.html

    ResponderExcluir